Túnicas da Luftwaffe

Como a maioria das forças aéreas da II Guerra Mundial, a Luftwaffe utilizava uniformes bem diferentes daque les usados pelas demais forças armadas. No caso dos alemães, três tipos distintos de túnicas estavam dispo níveis para os soldados de todas as patentes: a Fliegerbluse, a Tuchrock e a Waffenrock. A Kleinerrock era uti lizada apenas por generais, incluíndo oficiais médicos e engenheiros com o posto de General.

Fliegerbluse
Tuchrock
Waffenrock
Kleinerrock


a) Fliegerbluse

Pela maior parte da guerra, os Oficiais Não-Comissionados (NCOs) e soldados alistados utilizaram a Flieger-bluse como sua vestimenta principal. Contudo, também foram muito utilizadas por oficiais, principalmente na linha de frente.

Introduzida ainda em 1935, era uma túnica lisa, no típico azul-acinzenta-do da Luftwaffe, mais curta (5 cm) que os outros dois modelos, sem bo-tões visíveis na frente (na verdade haviam cinco botões ocultados por uma lapela).

A Fliegerbluse era geralmente usada pelos soldados, independente da patente, com o colarinho aberto e sem camisa e gravata quando em serviço ativo e, quando usado como uniforme de passeio, com camisa clara e gravata preta. Em ambos os casos eram utilizadas calças na cor azul-acinzentado, sendo que os oficiais utilizavam botas de cano alto.

Os modelos do pré-guerra utilizados pelos NCOs não possuíam bolsos na altura do quadril, enquanto apresentavam uma tira prateada (Tresse) em torno do colar como indicação da condição de Oficial não-comissio-nado.

A versão dos oficiais apresentava bolsos sem as abas e possuíam ape-nas um fio alumínio contornando a borda do colar ao invés do "Tresse".

Em dezembro de 1940 as túnicas dos NCOs passaram a contar com dois bolsos diagonais na altura do quadril, estes contando com abas. No entanto, as versões mais antigas continuaram a ser utilizadas ao longo da guerra, já que as versões em estoque foram sendo fornecidas.


b) Tuchrock

Introduzida com o intuito de substituir a Fliegerbluse mas utilizada como vestimenta oficial por pouco tempo - sendo substituída pela Waffenrock -, a Tuchrock possuía colarinhos "caídos" e grandes, cinco botões frontais e quatro bolsos pregueados com abas retas.

O colarinho era para ser utilizado preferencialmente fechado, mas era admi-tido o uso aberto do mesmo bastando, para tanto, se abotoar apenas qua-tro dos botões da túnica. Neste último caso, o uso de gravata era obrigató- rio.

Para os ganhadores da Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro, a mesma deve-ria ficar para dentro da túnica no caso de uso com o colarinho aberto, e o contrário para quando estivesse completamente fechada. Este último méto-do era o preferido de ases da velha guarda como Adolf Galland e Dietrich Hrabak.

Sua utilização por todas as patentes era para ser restrita a ocasiões for-mais, mas em várias ocasiões como uniformes de serviço, principalmente por oficiais - que também tinha o colarinho contornado por um fio prata.

A partir de novembro de 1938 deveria ter sido substituída pela Waffenrock, mas seu uso continuou até o fim do conflito devido ao número razoável exis tente em estoques.



c) Waffenrock

A Waffenrock era a mesma túnica M1935 utilizada pelo resto da Wehr-macht, com quatro bolsos frontais pregueados e com abas pontudas, qua tro ou cinco botões de metal, feita na típica cor azul-cinza da Luftwaffe.

A borda dos colares tinha o contorno prateado, para os oficiais comissio-nados, ou amarelo-dourado (waffenfarbe dos pilotos e pára-quedistas) pa-ra as demais patentes. Os punhos das mangas eram dobradas no chama do "estilo francês".

Como o colarinho era para ser utilizado aberto, era obrigatório o uso de camisas (branca ou azul-claro) e gravata (preta).

Como a Tuchrock, era para ser utilizada por todas as patentes como uniforme de passeio ou para solenidades, mas raramente era vista na frente de combate.



Militaria
Principais armas