Licença de Vôo
(Luftwaffen Flugzeugführerschein)




A licença de vôo, conhecida também como brevê de piloto (Luftwaffen Flugzeugführerschein), era o docu-mento recebido pelos pilotos após a conclusão de seu curso de pilotagem. Até o início de 1944, o treinamento de um piloto da Luftwaffe levava cerca de dois anos, sendo que o primeiro ano era dedicado ao treinamento bá- sico e o segundo ao treinamento avançado, conduzidos pelas Fliegerschule - diminutivo de Flugzeugfüherer-schule - , que eram dividas em classes: A, B e C.

Uma Fliegerschule "A" proporcionava o treinamento básico, até o estudante poder fazer seu primeiro vôo solo. A escola "B" era voltada para o treinamento com aeronaves mais pesadas, que incluíam bimotores, aeronaves com trem de pouso retrátil, navegação e vôo com instrumentos. O treinamento nas escolas "C" eram focados em habilitações avançadas como operação de radar e navegação astronômica. Havia, por fim, o treinamento no nível "C+", para onde ia o pessoal designado para servir em bombardeiros. A maioria das escolas eram qua lificadas para o treinamento já para os níveis A e B, daí a freqüente denominação "Fliegerschule A/B".

Ao final da conclusão do treinamento, o piloto recebia seu certificado na forma do documento ora analisado. Este documento, no formato de uma pequena caderneta, trazia dados pessoais do piloto (foto, nome e sobre nome, data e local de nascimento), patente, número do Badge de Piloto (número que é repetido no documento do Badge) e ano de concessão (no caso 1056/43, o 1056º piloto do ano de 1943).

O mesmo documento trazia, ainda, quais tipos de aviões o piloto estava habilitado a pilotar, sendo que no ca-so que examinamos pode-se observar claramente os modelos de treinamento (Bü 181, Ar 96, Fw 58, entre ou-tros) e aviões de combate (Fw 190 e Ju 87 Stuka). O treinamento nestas duas últimas aeronaves, leva à pre-sunção de que este piloto provavelmente serviu em uma unidade de apoio terrestre (Schlachtgeschwader), que operavam os dois modelos.


Militaria
Principais armas