Fegyvegyar P-37
(FEMARU)

Após a I Guerra Mundial e a dissolução do Império Austro-Húngaro, a Hungria tornou-se uma nação inde-pendente e rapidamente procurou estabelecer uma indústria bélica sólida, baseada principalmente nos arse-nais estatais herdados da dinastia Habsburg, notadamente aquele situado na capital Budapeste e chamado de

Fábrica Nacional de Armas - "Fegyver és Gépygyár Res-venytarsasag" na língua magiar, ou abreviadamente FE-MARU. Seu principal projetista foi Rudolf Frommer, que trabalhou na empresa por mais de 35 anos e de cuja men te surgiria a presente arma

Em 1937 - um ano após a morte de Frommer -, o exérci-to húngaro adotou uma nova pistola, com um projeto que lhe conferia uma robustez intrínseca além de um desen-ho harmonioso.

Calibrada para a munição .380 ACP e construída com ótimos materiais, a M.37 (como foi oficialmente denomi-nada) caracterizava-se por ter um cão externo pequeno e, eventualmente, carregadores com um prolongamento que tornava seu manejo muito confortável, assim como ocor-ria na Beretta M1934.


O carregador era liberado através de um retém situado na base da empunhadura. As talas da empunhadura eram sempre confeccionadas em madeira, com ranhuras hori-zontais e o ferrolho trazia a inscrição do fabricante. Seu funcionamento era através do sistema convencional de "blowback", ou seja, pelo recuo direto de gases resultan-tes da explosão do cartucho.

Interessante notar que as pistolas de dotação do exército húngaro, apresentavam os bancos de prova daquele país (no caso uma coroa situada no guarda-mato), e não pos-suíam qualquer outra trava a não ser a tecla de segurança na parte posterior da empunhadura que impedia o disparo se a arma não estivesse corretamente empunhada.

 

A Serviço da Luftwaffe

logo no início da II Guerra Mundial, no verão de 1940, a Hungria já havia se alinhado ao III Reich de Hitler, passando a contribuir com o esforço de guerra alemão não apenas com tropas, mas também com seu parque industrial, o que incluía a produção de armamentos.

Em 1941, a Luftwaffe firmou um contrato de fornecimento de armas com os húngaros para a aquisição de 85.000 pistolas M.37. Contudo, os alemães requisitaram que al-gumas mudanças significativas fossem feitas. Em primei-ro lugar, o calibre foi alterado, passando a operar com a munição 7,65mm Browning (ou .32 ACP), que era o pa-drão utilizado pelas tripulações de aeronaves - ao lado do 9mm Luger -; em segundo, também exigiram que fosse adicionada à arma uma segunda trava, de acionamento manual, situada no lado esquerdo da arma. A trava de retém do ferrolho (que fica aberto após o último disparo), foi igualmente redesenhada.


Por fim, seguindo o padrão das armas militares de adoção da Wehrmacht, as inscrições que identificavam o fabricante deveriam ser omitidas, sendo substituídas por um código, no caso as letras "jhv", adicionando-se, ainda, as marcas de aceitação germânicas, os chamados Waffenamts. Esses bancos de prova eram timbra-dos no ferrolho e guarda-mato. O ano de fabricação (em dois dígi-tos) era estampado logo abaixo do código do fabricante.

Em razão das modificações, a Luftwaffe passou a denominar a arma de P.37(u) (Pistole 1937 ungarisch). As pistolas destinadas à Força Aérea alemã possuíam numeração de série distinta da-quelas que seriam utilizadas pelo exército magiar. Devido ao seu tamanho reduzido, a P.37 tornou-se popular entre os pilotos aviõ- es (entre eles pode-se citar o ás do JG 51, Oberleutnant Anton Hafner), graças ao seu bom acabamento, empunhadura agradável e ao tamanho compacto. Os coldres utilizados pelos tripulantes de aviões eram do tipo de saque rápido (drop holsters), mais prá- ticos e adequados ao uso diário.

A produção da pistola P.37 somente se encerrou quando a Hungria foi invadida pelas forças soviéticas no final de 1944, não sendo retomada após a II Guerra Mundial.



Dados técnicos
(modelos fabricados para a Luftwaffe)
Fabricantes:Fegyvergyar Budapest
Comprimento total:183 mm
Comprimento do cano:110 mm
Calibre:7,65mm Browning
Peso (descarregada):760 gramas
Capacidade:8 cartuchos
Cabos:Madeira
Miras: fixas



Túnica de Hauptmann Túnica de Hauptmann


Militaria
Principais armas