Documento de identificação
(Soldbuch)




Quando um indivíduo apresentava-se para o serviço ativo na Luftwaffe (ou em qualquer outra Força Armada) ele recebia o seu Soldbuch e o seu Erkennungsmarke ( o seu número de identificação militar), e que passava a ser o documento básico de identidade que o soldado carregaria consigo ao longo de toda a sua carreira militar. A tradução "livro de soldo" é algo inadequada já que poucos dados (ou mesmo nenhum) pertinentes ao pagamento eram registrados neste documento. Na verdade, o livro dava ao soldado o direito de receber seu o soldo em uma unidade que não fosse originalmente a sua. Mas também lhe permitia retirar sua correspondência, viajar em trens, etc...


Na prática, o Soldbuch era o documento de identidade que mais detinha informações sobre a vida militar do soldado. Dentro das capas feitas de cartolina dura de cor azul e ostentando a águia da Luftwaffe, as 24 páginas continham uma gama de dados que incluíam desde a foto do soldado e a unidade à qual estava integrado (e as anteriores), pagamentos, condecorações, quais armas e equipamentos ele era habilitado a utilizar, o Erkennungsmarke, vestimentas retiradas no depósito até o histórico médico.

O Soldbuch deveria ser carregado pelo soldado em todas as ocasiões no bolso de sua túnica, não sendo permitido deixá-lo, em hipótese alguma, junto à sua bagagem ou mesmo no quartel e o seu proprietário deveria mantê-lo em boas condições (o que nem sempre era possível). Além disso, qualquer anotação de promoção deveria ser feita imediatamente, para fins de modificação no registro de pagamentos efetuados também na contabilidade da unidade.


De outro lado, também deve-se ter em mente que o Soldbuch era um documento oficial. Assim, toda e qualquer anotação podiam ser feitas apenas em um posto da unidade à qual o soldado estava subordinado (chamados Feldpost) e, geralmente, são acompanhados de carimbos com a águia carregando a suástica e/ou com o carimbo identificando o oficial que fez a alteração. Mudanças não autorizadas no Soldbuch eram consideradas falsificação de documento oficial e, portanto, crime. Por fim, quando era perdido, o seu proprietário deveria reportar imediatamente a sua unidade, onde eram tomadas providências para que fosse confeccionado novo exemplar.

Quando um soldado fosse detido para averiguação ou questionado pela Polícia Militar da Wehrmacht (a chamada Feldgendarmerie) ou mesmo por um oficial superior, era o Soldbuch que deveria ser apresentado. Não escaparia aos olhos da Polícia até mesmo se os equipamentos e condecorações que o soldado estivesse utilizando conferiam com aqueles listados no seu documento.


Por fim, após a dispensa do soldado do serviço ativo, o Soldbuch deveria ser destruído - e de fato, muitos o foram. Contudo, devido ao rápido colapso da Alemanha, muitos soldados mantiveram seus Soldbuchs, já que este passou a ser o único documento de identidade que possuíam. Outros foram retirados de soldados capturados pelos Aliados. Como resultado, há muitos exemplares disponíveis para colecionadores e historiadores, sendo que o seu valor varia de acordo com os registros existentes e as unidades em que o seu antigo proprietário tenha servido.


Militaria
Principais armas