Maschinengewehr 15
(MG 15)


Arma com a "esfera" que permite a instalação em torretas de aeronaves e detalhe do tambor Doppeltrommel 15.

A Maschinengewehr 15 foi a primeira metralhadora oficialmente adotada pela Luftwaffe, sendo provavelmen-te utilizada nas aeronaves militares germânicas antes mesmo do estabelecimento oficial da Força Aérea, em 1935.

Desenvolvida pela empresa Rheinmetall-Borsig em sua fábrica clandestina de Solothurn (Suíça), operava o cali bre 7,92mm X 57mm, padrão das Forças Armadas germânicas. Seu disparo ocorria com o ferrolho na posição aberta, travado na posição traseira, sendo liberado no momento em que o gatilho era pressionado. Como medi da de segurança, durante o trajeto do ferrolho à frente, o percursor (para os leigos, a "agulha"), ficava oculta no seu interior somente atingindo a munição após o trancamento completo da câmara de disparo.

Vista superior da arma, com os tambores já instalados

Sua cadência de fogo teórica era de cerca de 1.000 disparos por minuto (com o projétil alcançando a velocida-de inicial de cerca de 800 m/s), funcionando apenas em regime automático. A alimentação ocorria através de tambores duplos de 75 disparos cada um, montados sobre a arma e denominados Doppeltrommel 15. Enge-nhosamente a alimentação era alternada, ou seja quando a munição de um dos tambores acabava ou era inter rompida, a arma passava a alimentar-se automaticamente do outro tambor, sem necessidade de qualquer alte-ração por parte do artilheiro.

No período do pré-guerra, foi a metralhadora móvel standard da Luftwaffe, e foi utilizada em virtualmente toda aeronave militar operacional, com exceção dos caças monomotores.

Embora tenha sido produzida em quantidades substanciais, sua importância declinou ao longo do conflito por das razões: a pequena capacidade de seus carregadores e a necessidade das aeronaves operarem calibres maiores. Com isso, várias foram convertidas em armas terrestres, sendo montadas sobre tripés.


Armamentos
Militaria