Josef Kammhuber
(1896 - 1986)


Conhecido por seus homens como uma pessoa extremamente amigável e um líder energético, Josef Kam-mhuber nasceu em Burgkirchen, Estado de Oberbayern, Alemanha, em 19 de agosto de 1896. Ao contrário de outros generais da Wehrmacht, que iniciaram sua carreira ainda como cadetes em plena adolescência, Kam-mhuber somente vestiu um uniforme militar pela primeira vez quando eclodiu a I Guerra Mundial, em agosto de 1914.

Tendo se apresentado como voluntário, Kammhuber seria designado para servir em um batalhão de Pioneiros bávaros, tendo servido durante toda a guerra nas insalubres trincheiras da frente ocidental (inclusive durante a ter-rível Batalha de Verdun, em 1916), alcançando, ao fim do conflito, a patente de Leutnant.

No entre-guerras ele seria um dos escolhidos para permanecer no "Exército dos 100 mil" da República de Wei mar. Enquanto servindo em posições ad-ministrativas no Estado Maior, seu interesse pela aviação cresceu e, em 1929, o Oberleutnant Kammhuber obteve sua licença de vôo, sendo, em se-guida, enviado para a base secreta de treinamento de pilotos de combate mantida pelos alemães em Lipetsk (URSS), onde ficou durante os anos de 1930-1931.

Com a ascensão de Hitler ao poder, em janeiro de 1933, o Hauptmann Kam mhuber seria transferido para o Ministério da Aeronáutica, onde permanece-ria sob as ordens de Göring e participaria do desenvolvimento e expansão da ainda secreta Luftwaffe.

Quando Hitler decidiu que, em razão do rearmamento inglês, a Luftwaffe deveria ser modernizada através de um plano emergencial, Göring de legou esta tarefa aos seus diretores técnicos, através de uma reunião em 06.12.1938. O custo estimado do programa era de 60 bilhões de marcos alemães mas, desde então, a carên- cia de certas matérias primas já ficou patente, razão pela qual o programa foi considerado impossível de ser cumprido.

Nessa época, Kammhuber atuava como Diretor do Escri-tório Organizacional da Luftwaffe e desenvolveu um pro- grama alternativo, cujo custo era de apenas 20 bilhões de marcos, por ser mais realístico que o de Hitler. O cha mado "Programa Kammhuber", no entanto, foi rejeitado por Göring, em meados de 1939, que afirmou que o pro-grama do Führer deveria ser cumprido "de todo jeito".

Para Kammhuber - um expert em organização - foi o sufi-ciente: tendo solicitado uma transferência para a frente de combate, ele assumiria o comando da Kampfgeschwa der 51 a "Edelweiß-Geschwader" (KG 51) em fevereiro de 1940, com a patente de Oberst.

Kammhuber (esq.) condecora o Major Walter Ehle com a Ritterkreuz em agosto de 1943.

Durante a campanha da França, em 03.06.1940, o seu avião seria abatido por caças britânicos em uma mis-são de ataque e Kammhuber capturado pelos franceses, sendo liberado com a rendição da França no mês se- guinte.

Após sua libertação, como oficial do Generalstab, em julho de 1940, ele foi en-carregado de coordenar a defesa antiaérea noturna do Reich, composta por uni-dades de Flak, holofotes de reconhecimento e radares. Sua primeira medida foi coletar o maior número possível de experiência destes três diferentes campos , em especial da pioneira Nachtjagdgeschwader 1 (NJG 1) - a primeira unidade de caças noturnos da Luftwaffe -, sob comando do Major Wolfgang Falck.

Kammhuber era, então, Divisionskommandeur do XII Fliegerkorps e sob seu co-mando estes três grupos distintos foram sendo refinados a ponto de atingirem um alto grau de eficiência e coordenação, transformando unidades experimen-tais em um força aérea defensiva realmente operacional.

Em 16.10.1940, promovido a Generalmajor, ele foi oficialmente nomeado "Gene-ral der Nachtjagdflieger" (General dos Caças Noturnos), fixando seu quartel-gene al em Utrecht, na Holanda ocupada. Neste cargo Kammhuber fez todo o possível para reforçar seus caças noturnos com a mais avançada tecnologia disponível, lu tando contra os bombardeiros da RAF na frente de batalha e contra as manobras políticas de Göring e do Alto Comando da Luftwaffe na retaguarda.

Josef Kammhuber seria condecorado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro em 09 de julho de 1941. À es-sa altura ele já estava desenvolvendo a todo vapor aquilo que seria sua maior realização: a Linha Kammhuber ou "Himmelbett", a rede defensiva de radares, baterias antiaéreas e caças noturnos que se estendia por todo o Reich. Foi também sua interferência direta que permitiu à Heinkel o desenvolvimento do Heinkel He219, reco-nhecido hoje como o melhor caça noturno alemão da II Guerra Mundial. Além disso, ele conseguiu implemen-tar táticas eficientes de invasões noturnas (ou incursões ofensivas) sobre o território inglês, visando principal-mente as bases da RAF - prática essa que foi estranhamente proibida por Hitler no final de 1941.

Por fim, seus constantes atritos com Göring e o Alto Comando levou à exoneração de Kammhuber da função de General der Nachtjagdflie ger, sendo transferido para a Luftflotte 5 (uma frota com apenas 200 aviões!!), sucedendo a Hans-Jürgen Stumpff, onde permaneceu entre 27.11.1943 e 16.09.1944.

Durante os últimos dias da guerra ele comandaria um departamento especializado em desenvolver técnicas de combater bombardeiros quadrimotores.

Capturado pelos americanos no fim da guerra, o General der Flieger Kammhuber permaneceria preso até 1947. Regressando à sua terra natal - a Bavária - Kammhuber ainda retornaria à ativa mais uma vez.

Quando da reconstrução das forças armadas alemãs nos anos 50, seu nome - e, mais uma vez sua incrível capacida- de de organização - foi lembrado para se tornar o primeiro Inspekteur da nova Bundes-luftwaffe, onde ingressou em 06.06.1956 com a patente de Generalleutnant.

Kammhuber na Bundesluftwaffe.

Seria ele o responsável por trazer de volta à ativa grandes ases e possibilitou à nova Força Aérea alemã se es-tabelecer como uma das mais eficientes da Europa, livrando-se do estigma do III Reich e ganhando o respeito dos antigos adversários americanos e britânicos. Kammhuber finalmente aposentou-se em 30.09.1962, não sem antes ser condecorado pelo governo norte-americano com a Legião do Mérito.

Um dos grandes altos oficiais da Luftwaffe, o General Josef Kammhuber faleceu de causas naturais aos 89 anos de idade, em 25 de janeiro de 1986 na cidade de Munique, então Alemanha Ocidental.



História da Luftwaffe
Organização e Estrutura