Campanha Ítalo-Germânica
na África - 1941/1943
(Medaille fur den Italienisch-Deutschen Feldzug in Afrika
)

Esta medalha foi desenhada por De Marchis e foi instituída pelo governo italiano para reconhecer os feitos do Deutsche Afrika Korps (DAK) - a lendária unidade alemã sob comando do igualmente famoso General Er-win Rommel que lutou no norte do continente africano entre 1941 e 1943. Essa medalha foi entregue apenas para tropas germânicas e as primeiras condecorações foram distribuídas em 1942.

A Medalha da Campanha Ítalo-Germânica na África (Me-daille fur den Italienisch-Deutschen Feldzug in Afrika) foi inicialmente produzida em bronze sólido, mas os efeitos do conflito a disponibilidade de matérias-primas logo for çou a substituição por outros metais (normalmente zin-co), que recebiam apenas um acabamento bronzeado.

Ela tinha um formato circular, com 31mm de diâmetro, com um passador de fita de 6mm de altura e 18mm de largura.

A parte frontal da medalha é côncava e incluí dois gladia-dores (simbolizando a Itália e a Alemanha), lutando con-tra um crocodilo (que simboliza a Grã-Bretanha).


Seu reverso mostra uma suástica e o fáscio (o símbolo fascista), ladeando o Arco de Felini, novamente simbolizando a cooperação ítalo-alemã. Sob o monumento está o “Nó Real” da casa Real de Savóia. Ainda no reverso da medalha, no anel exterior pode-se ver a inscrição bilíngüe “Italienisch-Deutscher Feldzug in Afrika - Campangna Ítalo-Tedesca in África” (Campanha Ítalo-Germânica na África). Separando as duas ins-crições, em cima e embaixo, estão duas folhas. Uma fita de 25mm de largura, contendo as cores nacionais da Itália e da Alemanha (preto - branco - vermelho - branco - verde) suspendia a medalha.

Ela foi produzida principalmente por F.M. Lorioli & Filhos de Milão, mas uma variedade de pequenos fabricantes também fez a condecoração. A marca de fabricação de Lorioli está presente na maioria de suas meda-lhas, situando-se em uma das patas do crocodilo e consiste da expres-são “LORIOLI MILANO”. Sua ausência significa que a peça foi produzi-da por um fabricante menor.

A medalha foi entregue a membros do DAK e, como a Itália era um alia do do Eixo, os soldados alemães podiam utilizar a condecoração, mas não havia regulamentos especificando um método em particular, sendo que o mais comum era através de uma indicação na barra de medalhas (kleine Ordenschnalle), mas, em alguns casos, foi usada como a Cruz de Ferro de 2ª Classe, isto é, no segundo botão da túnica.

Com a retirada da Itália da guerra, em setembro de 1943, e sua subse-qüente rendição, a utilização de todas as condecorações italianas foi proibida pelo Alto Comando da Wehrmacht através de uma ordem data-da de 29.03.1944. Nesta, uma menção específica de proibição é feita para a Medalha da Campanha Ítalo-Germânica na África.





Condecorações
Marcações na Fuselagem