Badges de Ferido
(Verwundetenabzeichen)

Verwundetenabzeichen in Gold
Verwundetenabzeichen in Silber
Verwundetenabzeichen in Schwarz

Hitler tinha uma grande preocupação com o reconhecimento do soldado ferido em combate. Isto se devia principalmente à sua própria experiência como combatente durante a Primeira Guerra Mundial, quando foi feri-do em duas ocasiões. Isto o levou a reintroduzir o chamado Badge de Ferido logo no início do Segundo Confli-to, em 1º de setembro de 1939.

Esta condecoração constituía-se de um círculo oval com cerca de 43mm de al-tura por 35mm de largura, tendo ao seu centro um capacete germânico (modelo 35) com uma cruz suástica, circundado por uma coroa de louros.

Era utilizado na forma padrão, ou seja, no lado esquerdo do uniforme em todas as ocasiões, sempre abaixo da Cruz de Ferro de 1ª Classe quando esta estava presente (ver exemplo). Em relação aos demais badges, normalmente ficava ao lado, ligeiramente abaixo das outras condecorações. Era fixado por um pino ver-tical, da mesma maneira de um broche.

O Badge de Ferido dividia-se em três classes:

- Badge de Ferido em Preto: entregue em casos de até dois ferimentos;
- Badge de Ferido em Prata: entregue em casos de três até cinco ferimentos;
- Badge de Ferido em Ouro: entregue após o soldado sofrer seu 5º ferimento.

O Badge de Ferido em Ouro também era entregue em casos de um único feri-mento que levava à incapacidade física total, perda de visão permanente ou per-da de um membro.


Os badges em preto eram normalmente estampados, sendo “ocos” na sua parte de trás, enquanto que as vari-antes em Prata e Ouro eram maciços. O material de fabricação era variado, indo de baquelite até prata genuí- na, sendo que havia uma grande variedade de fabricantes. Os documentos respectivos eram diversos, podendo ser impressos ou datilografados em campo, ou ainda em outras línguas que não o alemão.

 

Documento de Badge de Ferido em Preto. Documento de Badge de Ferido em Preto.



Condecorações
Marcações na Fuselagem