Esquemas de Camuflagem
(Jagdwaffe - Unidades de Caça)

A finalidade desta página é de tentar mostrar um pouco do sistema de cores e camuflagens adotados pelas unidades de caças da Luftwaffe não somente na guerra, mas durante toda sua breve e intensa existência. Todos os aviões saiam da linha de produção pintados com camuflagens padronizadas, que eram modificadas na frente de batalha. Se fossemos apresentar todos os esquemas que apareceram em todos os caças, seria uma tarefa impossivel de se realizar, pois praticamente cada aeronave da Jagdwaffe possuía sua própria variação desses esquemas, principalmente da metade para o fim do conflito.

Abaixo tantamos fazer um apanhado geral deste que para muitos estudiosos é um dos mais fascinantes as-suntos relacionados a lendária Força Aérea Germânica de 1935 a 1945. Na tabela abaixo podemos observar os principais esquemas utilizados em cada período da guerra ou categoria de aeronave.

Camuflagens da Luftwaffe (1935-1945)
Período/Categoria
Esquema
Obs
Protótipos, primeiros caças biplanosRLM 02 

De 1935 até meados de 1937

RLM 61, 62, 63, e 65 

Meados de 1937 até final de 1939

RLM 65, 70, 71, 72Camuflagem salpicada (verde) - todos os aviões. Com exceção dos navais, últimos bombardeiros e aviões de transporte.
TropicalRLM 78, 79, 80Camuflagem tricolor para o deserto (Norte da África)
Patrulha MarítimaRLM 65, 72, 73Fw 200
Caças noturnosRLM 75, 76 Escuros iniciais somente
Início de 1940 até meados de 1941RLM 02, 65, 71 (ou 70)Caças da Batalha da França e da Inglater ra

Meados de 1941 até meados de 1944

RLM 74, 75, 76Camuflagem de ataque dos caças de 1941 até 1944

Meados de 1944 até o final da guerra

RLM 81, 82, 83 e 84Caças do período 1944-45
Obs: Os trens de pouso, cockpits e outras partes metálicas expostas
costumavam ficar em metal natural (RLM 02) ou então pintados com RLM 66


Período pré-guerra 1935-1939

As primeiras aeronaves da Luftwaffe eram pintadas com uma camada protetora ou "primer global", resultando na conhecida tonalidade Hellgrau (cinza claro). Esta foi e continua sendo erroneamente definida como RLM 63. O Hellgrau, como inicialmente utilizado em aeronaves civis, foi adotado pelo RLM mas nunca padronizado com uma cor oficial. Foi apenas no final de 1936, que o RLM emitiu a primeira regulamentação, definindo como padrão o RLM 02 Grau. Hellgrau ou RLM 01 Silber remanescentes nas aeronaves civis, foram substituídos pelo RLM 02. O RLM 63 foi empregado no primeiro esquema de camuflagem adotado pela Luftwaffe: RLM 61, 62, 63, 65.



Heinkel He 51B-1, agosto de 1936 - RLM 02





Heinkel He 51B-1, 1937 - RLM 61, 62, 63, 65



Período inicial 1939-1940

Em meados de 1937, a Luftwaffe introduziu uma nova camuflagem que consistia de duas novas cores nas superfícies superiores (RLM 70 Schwarzgrün e 71 Dunkelgrün). No início das hostilidades em 01.09.1939 os caças germânicos eram pintados neste esquema.




Bf 109B-2, inicio de1938 - RLM 65, 70, 71





Bf 109E-3 - Lt. Josef Burschgens, 2./JG 26 - Alemanha - Setembro, 1939
( RLM 65, 70, 71)



Contudo, pouco tempo depois, no inverno de 1939-40 o RLM emitiu uma ordem instruindo todas as unidades de caça monomotores a limitarem as cores escuras apenas nas superfícies superiores das aeronaves afim de se obter um melhor desempenho em combates ar-ar. O resultado desta ordem foi que as unidades simplesmente estenderam o Hellblau para as laterais da fuselagem. Nessa mesma época surgiu um novo esquema para as superfícies superiores. O padrão consistia das combinações das cores RLM 71 e 02 Grau ou RLM 70 e 02.





Bf 109D-1 - Oblt. Joahannes Steinhoff, 10(NJ)/JG 26 - Alemanha - Dezembro, 1939 (RLM 65, 71, 02)





BF 109E-1 - Obfw. Kurt Ubben, 6.(J)/JG 186 - Alemanha - Março, 1940 (RLM 65, 70, 02)



Batalha da Inglaterra 1940

Logo no início da Batalha da Inglaterra (Julho de 1940), o esquema de cores era o mesmo daquele adotado du-rante a Blitzkrieg. Posteriormente apareceram novas tonalidades de cinza, muito provavelmente em alguns casos elas tenham surgido devido aos estoques de tintas franceses capturados.

Uma mudança significativa na camuflagem dos caças ocorreu em agosto de 1940. Os longos vôos sobre o Canal e o combate sobre o mar, exigiu um "escurecimento" das laterais da fuselagem e fez com que o Hellblau fosse substituído, mosqueado com uma ampla variedade de verdes e cinzas.

Com o decorrer do conflito, houve a necessidade de distinguir melhor e mais rapidamente os Bf 109 diante dos Spitfire e Hurricane da RAF. Abaixo podemos ver um dos mais conhecidos esquemas, o "Gelbnase" (nariz amarelo), que podia ser total ou parcial. Variantes deste esquema foram utilizados amplamente pela Luftwaffe durante toda a guerra.



Bf 109E-4 - Ofw. Werner Machold, 9./JG 2 - França - Setembro, 1940





Bf 109E-4 - Hptm. Helmut Wick, Kommandeur I/JG2 - Mardyck/Bélgica - Outubro, 1940



Período de 1941-1944

Nesse período a Luftwaffe operava em uma vasta porção do globo, desde as condições polares na Rússia até o calor escaldante dos desertos do Norte da África, fosse na terra ou no mar. Em resposta a essa imensa variedade de condições climáticas e desafios operacionais, o RLM foi forçado a providenciar cores e pinturas que atendessem a essas necessidades.

Durante a invasão dos Balcãs iniciada em Abril de 1941, apareceram os primeiros esquemas utilizando os identificadores em RLM 04 Gelb (amarelo) nas pontas das asas e na faixa que circundava a fuselagam traseira, além do "nariz" e leme, já adotados na Batalha da Inglaterra.



Bf 109E-4 - Hptm. Herbert Ihlefeld, Gruppenkommandeur I.(J)/ LG 2 - Grécia, 1941

 

Em 24.06.1941, dois dias depois do inicio da invasão da URSS, o RLM emitiu uma ordem autorizando um novo esquema de cores para as unidades de caça, consistindo todo de cinza. As superfícies superiores eram pintadas com duas tonalidades de cinza, RLM 74 e 75. Toda superficie inferior com RLM 76. Nas laterais da fuselagem, incluindo toda deriva vertical, uma variedade de cores eram aplicadas. Essas cores variaram durante o decorrer da guerra, mas no inicio as misturas mais comum era RLM 02 Grau, 70 e 74.



Bf 109F-4 - Hptm. Gordon Gollob, Kommandeur II./JG 3 - Stschastliwaja/URSS - Agosto, 1941





Fw 190A-5 - Maj. Josef Priller, Kommodore Stab/JG 26 - Lille-Vendeville/França - Maio, 1943

 

 

Teatro do Mediterrâneo e Norte da África

No inicio e durante toda campanha africana, muitas aeronaves que operavam sobre o Mediterrâneo e Norte da África mantiveram seu padrão de cores e camuflagem do teatro europeu. Esses esquemas, logicamente, eram totalmente inadequados sobre o deserto e o terreno semi-árido. No inicio a Luftwaffe foi forçada a utilizar estoques de tintas italianas nas superfcies superiores das aeronaves, permanecendo o RLM 65 ou 76 para as partes inferiores. Em muitas ocasiões, eram aplicadas sobre as pré-existentes do esquema europeu.



Bf 109E-7/Trop - Fw. Gunther Steinhausen, 1./JG 27 - Gazala/Líbia - Agosto, 1941

 

Durante o outono de 1941, o RLM introduziu o esquema tropical que consistia de RLM 78 nas superfícies inferiores, e RLM 79 e 80 nas partes superiores. Essas duas últimas cores eram muito similares as cores italianas, com os verdes sendo quase indistinguivelmente utilizados.




Bf 109G-2 - Obfw. Ernst-Wilhelm Reinert, 4./JG 77, Castell Benito/Libia - Jameiro, 1943

 

O RLM 79 podia ser aplicado de duas maneiras, sobre toda fuselagem ou apenas na metade superior desta. O RLM 80 podia ser mosqueado sobre o RLM 79, mas isto ocorria muito raramente. Adotou-se também, como identificadores, o cone da hélice, faixa na fuselagem e pontas das asas em branco.



Bf 109F-4/Z Trop - Hptm. Hans-Joachim Marseille, Staffelkapitän 3./JG27 - Quotaifiya/Egito - Setembro, 1942






Bf 109F-4/Z Trop - Hptm. Werner Schröer, Adjutant I./JG27 - Martuba/Líbia - 1942


Campanha Russa

Aeronaves que operavam no front russo inicialmente mantiveram o esquema europeu RLM 74, 75, 76. Porem, devido as variações de condições climaticas no imenso território russo e o deslocamento rápido das unidades entre zonas climáticas distintas, somado ao fato de que a maioria das missões ocorriam a baixas altitudes, surgiu a necessidade de um novo esquema de cores e camuflagem. Em resposta, diferentes unidades iniciaram experimentos em campo com novos padrões de cores e camuflagem. Durante a guerra eventualmente alguns desses esquemas foram oficialmente introduzidos. Além disso, diferentes estilos de camuflagem de inverno também foram criados.



Bf 109F-2 - Oblt. Werner Pichon-Kalau von Hofe, Stab/JG 54 - URSS - Junho, 1941






Bf 109F-2 - Lt. Hans Beisswenger, 6./JG 54 - URSS - Julho, 1941


Período final 1944-1945

Em 01.07.1944 o RLM introduziu um novo esquema de cores composto de RLM 81 e 82. Isso não teve um efeito imediato nas cores em uso, mas em 15.08.1944 foi exigido a substituição das cores RLM 65, 70, 71 e 74 e mencionado pela primeiras vez a nova cor RLM 83.

Foram feitas algumas descrições dessas duas primeiras cores durante a guerra, mas não pelo RLM. Em novembro de 1944, a Dornier descreveu ambas RLM 81 e 82 como Dunkelgrun (verde escuro). Em setembro do mesmo ano a Blohm & Voss descreveu o RLM 81 como Olivbraun e RLM 82 como Hellgrun. Mais tarde, em fevereiro de 1945 a Messerschmitt descreveu o RLM 81 como Braunviolett (marrom-violeta) e RLM 82 como Hellgrun (verde claro). Infelizmente não há descrições contemporâneas para RLM 83. Porém, os resultados das investigações mais recentes revelaram que RLM 81 tratava-se de um marrom escuro, RLM 82 um verde claro e RLM 83 um verde escuro.



Bf 109K-4 - Lt. Heinrich Hackler, 11./JG 77 - Alemanha - Novembro, 1944

 


Fw 190D-9 - Fw. Werner Hohenberg, 4./JG 2 - Alemanha - Janeiro, 1945

 

Com a finalidade de resolver a possível falta das novas cores durante o período de introdução, o RLM aprovou o uso das cores antigas com as novas. Autorizando a combinação de RLM 70 com 82 e RLM 71 com 81. A combinação de RLM 83 com 75 pode ser considerado esquema padrão adotado nos Fw 190D e mais tarde em Bf 109G/K e Fw 190A (124).


Bf 109K-4 - Maj. Adolf Borchers, Stab III./JG 52 - Tchecoslováquia - Maio, 1945

 

Utilização de Camuflagens


No inicio as aeronaves Alemãs eram em metal natural com uma camada de verniz protetor claro ou RLM 01 Silber.

RLM 22

- Pintura global em caças noturnos de março de 1941 até inicio de 1943 aproximadamente.

RLM 22/65

- RLM 22 nas partes superiores das asas e fuselagem e RLM 65 nas inferiores

RLM 63

- Pintura global em aeronaves baseadas em terra e aeronaves marítimas de 1933 a 1936.

RLM 63/02

- Primeiro esquema marítimo.

RLM 61/62/63/65

- Primeiro esquema de camuflagem da Luftwaffe. Caças, bombardeiros, e reconhecimento baseados em terra. Oficialmente retirado em meados de 1937 com a introdução do RLM 65/70/71.

RLM 65

- Usado em pintura global no inicio da guerra em aeronaves de reconhecimento de grandes altitudes.

RLM 70

- Possivelmente a primeira cor global em caças noturnos.

RLM 70/71/22

- Usado em bombardeiros noturnos de 1940 a 1945.

RLM 70/71/65

- Padrão de camuflagem "splinter". Usado em caças diurnos de meados de 1937 até final de 1939 . Ju 87B produzidos com o novo esquema 70/71/65 em outubro de 1938. Usado em caças noturnos no inicio da guerra. Bombardeiros, ataque, reconhecimento, ligação e de uso em transporte ao longo da guerra.

RLM 70/02/65

- Caças diurnos e Zerstörers (Bf 109 e Bf 110), o uso começou na Batalha da França.

RLM 71/02/65

- Caças diurnos e Zerstörers (Bf 109 e Bf 110), o uso começou na Batalha da França. 71/02 nas superfícies superiores muito mais prevalecente que 70/02. Possível uso continuado ao longo da costa do canal através de 1943. Bf 109E, Bf 109F, e Bf 110C esquemas de fábrica no fim de 1940 e inicio de 1941. Foi visto em pelo menos um Do 217 em 1943.

RLM 71/02/76

- Heinkel He 177.

RLM 72/73/65

- Esquema marítimo usado entre 1939 e 1945.

RLM 72/73/22

- Do 217K, Do 217M, e outros bombardeiros marítimos.

RLM 74/75/76/65

- Publicado em novembro de 1941 no L.Dv.521/1 para caças e Zerstörers. O uso de todas as quatro cores não é conhecido como um esquema aplicado. 74/75 superior com 65 ou 76 abaixo (?). 74/75/65 usado em caças noturnos, esquema retirado de uso em caças noturnos em meados de 1942, trocado por 75/76, um esquema mais simples.

RLM 74/75/76

- Usado de 1941 a 1944 em caças e Zerstörers. Listado em um esquema simplificado para Fw 190's em maio de 1942. Aplicado aos caças noturnos, Do 217 e He 177. Visto nas primeiras produções de Me 262's e acredita-se nas primeiras produções de Me 163. substituído em uma fase mais recente da guerra, por volta de 1944, pela introdução das pinturas da série "80".

RLM 74/75/76
ou 02

- Do 217 noturnos. RLM 02 listado como uma alternativa ao 76 para aplicação nas superfícies inferiores.

RLM 76

- Pintura global depois da saída do RLM 02. Uso como pintura total em caças e aeronaves de ataque noturo no final da guerra. Possivelmente aplicado em campo no final da guerra. Global em alguns protótipos do Me 262. Possível uso global em Me 262 operacionais.

RLM 74/76/22

- Caças noturnos e uso em bombardeio e ataque a noite.

RLM 74/76/65

- Heinkel He 177.

RLM 75/76

- Usado em caças noturnos como: 75 nas superfícies superiores/76 e 75 mosqueado/76 global. Também usado em alguns caças diurnos e atacantes noturnos, esquemas aplicados em fabrica no fim da guerra.

RLM 75/76/22

- He 177. Em junho de1944 Bf 110, Ju 88 e He 219 noturnos tiveram superfície inferior da asa de estibordo pintado em RLM 22, para reconhecimento dos artilheiros alemães da AA.

RLM 77/76

- Aeronave p/ grandes altitudes.
RLM 75/83/76- Esquema para caças diurnos da metade de 1944 até o termino da guerra. Possível usado também em aeronaves de ataque e caças noturnos no fim da guerra.

RLM 81/76

- Acredita-se que caças noturnos e aeronaves de ataque usaram este esquema da segunda metade de 1944 até o termino da guerra. 81 levemente aplicado como mosqueado nas superfícies superiores.

RLM 81/82/76

- Em substituição a as aeronaves que usavam 70/71/65. Usado da segunda metade de 1944 até o fim da guerra em todos os tipos de aeronaves baseada em terra, de fabrica ou aplicados em campo. Provável limitado uso em bombardeiros.

RLM 82/83/76

- Usado em muitos tipos de caças diurnos da segunda metade de 1944 até o fim da guerra. Possível uso em outros tipos de aeronaves no fim da guerra, esquema de fábrica e campo.
RLM 82/83 /84/76- Esquema usado no fim de produção de caças diurnos.

RLM 81/83/76

- Usado como um esquema de baixo contraste no fim da guerra. Visto em alguns caças, especialmente Me 262 e alguns Ar 234.
RLM 81/82 /84/76- Esquema usado no fim de produção de caças diurnos.

RLM 81/82/84/metal

- Esquema usado no fim de produção de caças diurnos.

RLM 81/76/metal

- Esquema usado no fim de produção de caças diurnos. Possivelmente caças diurnos associados a operações "Mistel".

RLM 83/76/metal

- Esquema usado no fim de produção de caças diurnos. Possivelmente caças diurnos associados a operações "Mistel".
Metal global- Os últimos caças produzidos. Aeronaves com pintura de camuflagem não terminada. Fw 190 e Me 262 por registro fotográfico. Aeronaves vistas com algumas subseção terminada ou em parte terminado em base ou pinturas protetoras com as marcas nacionais aplicadas, normalmente em preto.


Partes desta materia foram tiradas do site www.bmodels.hpg.ig.com.br e são de autoria de Marcio Bernardi.

 

Insígnias na fuselagem
Glossário de termos alemães.