Recordes
Erich Rudorffer
(1917 - 2016)


Major
JG2, JG54 e JG7
+1000 missões de combate
224 vitórias (10 na Inglaterra, 12 c/Me 262, 11 quadrimotores, 58 Il-2s)
Prisioneiro de guerra

Erich Rudorffer nasceu em 1º de novembro de 1917 na cidade de Zwickau na Saxônia-Alemanha. Ingressou na Luftwaffe em janeiro de 1940 e foi designado para servir no I/JG2 (I Gruppe da Jagdgeschwader 2) "Richthofen" ainda como Oberfeldwebel.

Rudorffer conseguiu sua primeira das muitas vitórias em 14 de maio de 1940 ao abater um Hawk 75 da Força Aérea Francesa. Ele alcançaria mais outras oito vitórias antes que a campanha da França fosse completada. Rudorffer era um principiante de aprendizado lento, mas com o passar do tempo foi adquirindo a valiosa experiencia necessária para sobreviver e ter sucesso nos combates aéreos.

No entanto, ao contrário da fé popular, Rudorffer, assim como a maioria dos pilotos de caça alemães, não era um "assassino de sangue-frio". Após o final da guerra Rudorffer recordou um incidente que ocorreu em agosto de 1940, durante a Batalha da Inglaterra, quando ele escoltou de volta à costa inglesa um Hurricane da RAF severamente danificado.

Embora pareça estranho este comportamento , a verdade é que morrer afogado nas águas gélidas do Canal da Mancha era um destino que aterrorizava os pilotos de ambos os lados - e foi o que provavelmente aconteceu com o maior ás alemão da Batalha da Inglaterra, Helmut Wick, de quem Rudorffer foi Rottenflieger por um tempo. Mas, como o mundo dá muitas voltas, Rudorffer encontraria-se na mesma situação só que em papéis invertidos, apenas duas semanas mais tarde, quando seu Bf 109 avariado foi "protegido" por caças da RAF até que chegasse à costa francesa. Talvez a história do piloto alemão cuidando de um Hurricane já tivesse se espalhado entre os pilotos britânicos.

Após alcançar sua 19ª vitória, Rudorffer foi condecorado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro em 1º. de maio de 1941. Ele continuaria a combater contra a RAF sobre os céus da França e da Inglaterra até novembro de 1942, quando se tornou Staffelkapitän do 6./JG 2 sendo transferido junto com sua unidade para a Tunísia a fim de apoiar as tropas do Afrika Korps. Pouco depois, ele se tornaria Gruppenkommandeur do II./JG 2.

Foi durante a Campanha da África e Mediterrâneo que Rudorffer começou a demonstrar sua habilidade em conquistar múltiplas vitórias numa mesma missão. No dia 9 de fevereiro de 1943 ele abateu oito aeronaves britânicas em apenas 32 minutos e seis dias depois, mais sete aviões em apenas 20 minutos. Após alcançar um total de 26 vitórias na Tunísia, Rudorffer retornou ao Canal da Mancha em abril de 1943.

Em Junho de 1943, Erich Rudorffer iniciaria uma bem sucedida carreira na lendária Jagdgeschwader 54 (JG 54) - conhecida como "Grünherz" - quando ele foi escolhido para formar o IV./JG 54, que ficaria sediado próximo a Konigsberg (Prússia). No entanto logo em seguida o já Hauptmann Rudorffer foi transferido para a frente oriental para assumir o comando do II./JG 54, depois que o Kommandeur desta unidade, Hauptmann Heinrich Jung, não conseguiu retornar de uma missão em 30.07.1943.

Uma vez na frente oriental, os grandes dias de Rudorffer ressurgiram no vamente. Em 24 de agosto de 1943, por exemplo, ele abateu cinco aviõ es russos logo na sua primeira missão e mais três na segunda surtida. No dia 11 de outubro do mesmo ano, ele obteve sete vitórias em apenas sete minutos! No entanto, seu maior feito ocorreu no dia 06 de novembro quando, num período de apenas 19 minutos, treze aeronaves russas su-cumbiram diante dos canhões de seu Fw 190. Apenas Emil "Bully" Lang - outro piloto da "Grünherz" - e Hans-Joachim Marseille tinham essa mes ma habilidade de conquistar múltiplas vitórias em um curto espaço tem-po e numa mesma missão. A esta altura, Erich Rudor ffer já havia se tor-nado conhecido entre os seus adversários soviéticos como o "Caçador de Libau".

Em 28.10.1944 ele estava retornando de uma missão quando ao prepa-rar-se para a aterrissagem avistou uma grande forma ção de Il-2 Sturmo-vik. Rudorffer então rapidamente abortou o pouso e dirigiu-se para o com-bate. Em menos de dez minutos, nada menos do que nove dos fortemen te blindados aviões russos foram derrubados, causando o terror entre o resto da esquadrilha inimiga. Como que para comemorar o seu feito, na tarde desse mesmo dia ele abateu mais duas aeronaves soviéticas.

No dia 11 de abril de 1944, após abater seu 134º adversário, o Major Erich Rudorffer recebeu das mãos de Hitler as Folhas de Carvalho da Cruz de Cavaleiro.

Sua carreira na Frente Russa continuaria e, a despeito de todas as adversidades, seu número de vitórias continuaria a aumentar de modo que, em 26 de janeiro de 1945, Rudorffer seria novamente condecorado por Hitler , desta vez com as Espadas da Cruz de Cavaleiro, após alcançar a marca de 210 vitórias confirmadas.

Rudorffer deixaria a JG 54 somente em fevereiro de 1945, quando foi designado para assumir o comando do I./JG 7 (Gruppe I da JG 7) - a primeira unidade regular de caças equipada unicamente com jatos Messerschmitt Me 262 onde tornou-se um dos primeiros (e ainda hoje um dos maiores) ases de caça a jato do mundo ao alcançar um total de 12 vitórias a bordo da revolucionária aeronave.

Ao todo, Erich Rudorffer tinha alcançado a marca de 224 vitórias, tornando-se o sétimo maior ás de todos os tempos.

Ele voou em mais de 1.000 missões de combate sendo abatido 16 ve-zes! Foram 58 Il-2 de um total de 138 vitórias obtidas na frente oriental (todas a bordo de um Focke-Wulf Fw 190) e onze bombardeiros quadrimotores abatidos durante a Defesa do Reich.

Após sua libertação, Rudorffer não mais se juntou à Força Aérea da Alemanha, a despeito dos convites feitos nesse sentido. Mas isso não signi ficou o fim de seus dias como piloto, pois ele juntou-se à companhia de aviação comercial Lufthansa, onde seguiu uma brilhante carreira até se aposentar.

Úlimo ganhador das Espadas da Cruz de Cavaleiro, assim como, úlimo piloto a conquistar mais de 100 vitórias ainda vivo, o Major Erich Rudorffer veio a falecer de causas naturais em 08 de abril de 2016, em Bad Schwartau, Alemanha, aos 98 anos de idade.




Fw 190A-3 - Oblt. Erich Rudorffer, Staffelkapitän 6./JG 2 - França - agosto, 1942




Fw 190A-4 - Oblt. Erich Rudorffer, Staffelkapitän 6./JG 2 - Kairouan/Tunísia - fevereiro, 1943


Fw 190A-6 - Maj. Erich Rudorffer, Kommandeur II./JG 54 - Immola/Finlandia - junho, 1944


Ficha do Piloto
Unidades:
- Jagdgeschwader 2 "Richthofen" - Staffelkapitän 6./JG 2 (11.42)
*
Kommandeur II./JG 2 (12.42 - 1.43)
- Jagdgeschwader 54 "Grünherz" - Kommandeur VI./JG 54 (7.43 - 30.7.43)
- Kommandeur II./JG 54 (1.8.43 - 2.45)
- Jagdgeschwader 7 "Nowotny" - Kommandeur I./JG 7 (2.45 - 4.45)
Aeronaves:
Messerschmitt Bf 109
Focke-Wulf Fw 190
Messerschmitt Me 262
Campanhas:

Blitzkrieg
Batalha da Inglaterra
Frente Oriental
Norte da África
Defesa do Reich.

Promoções:
 
Condecorações:
- 22.05.1940 - Cruz de Ferro de 2ª classe
- 28.06.1940 - Cruz de Ferro de 1ª classe
- 20.10.1940 - Troféu de Honra
- 01.05.1941 - Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro...................................(184º)
- 09.12.1941 - Cruz Germânica em Ouro .................................................(6/6)
- 11.04.1944 - Folhas de Carvalho da Cruz de Cavaleiro ..........................(447º)
- 26.01.1945 - Espadas da Cruz de Cavaleiro .........................................(126º)

 






Principais Ases
Principais Aviões