Joachim Kirschner
(1920 - 1943)

Hauptmann
JG3 e JG27
~600 missões de combate, 188 vitórias
Morto em ação (17/12/1943)



Nascido em Niederlossnitz (Estado de Sachsen), Alemanha, em 06 de junho de 1920, Joachim Kirschner ingressou na Luftwaffe no início de 1940, após finalizar os estudos secundários. Depois da conclusão do curso de formação de pilotos, ele foi designado para servir junto ao 5./JG 3 "Udet" (5º Staffel da Jagdgeschwader 3) no final de 1941, quando esta unidade encontrava-se em pleno inferno da frente oriental.

Entretanto, o rigor do inverno russo o impediu de alcançar o sucesso imediato naquela frente. O início de sua carreira como um caçador nato somente ocorreria com a transferência de sua unidade para outra frente de batalha, no teatro do Mediterrâneo. Sua segunda vitória confirmada viria contra um caça Spitfire da RAF sobre a ilha de Malta.

Leutnant Kirschner e sua unidade retornariam à Frente oriental em 1942, atuando nas ofensivas alemãs daquele ano como Staffelkapitän do 5./JG 3. Ele alcançaria novas vitórias, sendo condecorado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro em 23 de dezembro de 1942 ao atingir a marca de 51 vitórias confirmadas.

O ano seguinte veria uma série de violentos combates aéreos, à medida que as forças alemãs passaram a lutar uma guerra defensiva, procurando frear o inexorável avanço soviético. Com isso, o número de vitórias de Kirschner aumentou consideravelmente, sendo que, em 05 de julho de 1943, após obter 9 vitórias naquele dia, ele alcançou a marca de 150 aviões inimigos abatidos.

Oblt. Kirschner pouco antes de receber as suas Folhas de Carvalho, verão de 1943.

(esq-dir): Hptm. Manfred Meurer, Oblt. Joachim Kirschner, Oblt. Theodor Weißenberger logo após receberem as Folhas de Carvalho. Wolfsschanze (agosto de 1943).

No início de agosto de 1943 Oberleutnant Kirschner derrubou seu 170º adversário e foi condecorado com as Folhas de Carvalho da Cruz de Cavaleiro. No dia 03 de agosto ele se dirigiu, com vários outros ases, para a Wolfsschanze (Toca do Lobo), o Quartel-General de Hitler na Prússia, para receber das mãos do Führer esta condecoração.

Algum tempo mais tarde, Kirschner foi promovido a Hauptmann e transferido para a Frente Ocidental, passando a atuar na Defesa do Reich e de outros pontos estratégicos. Em 19 de outubro de 1943, Kirschner tornou-se Kommandeur do IV./JG 27. Nesse novo teatro de operações, Kirschner conquistou mais 13 vitórias, a última diante de um B-25 em 17.11.1943 sua 188ª vitória. Nesse momento, era o sexto maior ás de todo o conflito.

Entretanto, sua carreira encerrou-se de modo abrupto. Em 17 de dezembro de 1943, o avião de Kirschner foi abatido durante um combate aéreo contra Spitfires, na localidade de Mertkovic, atual Croácia. Ele foi visto saltando de seu avião e aterrissando de pára-quedas em segurança no solo , mas foi capturado por guerrilheiros da 29ª Brigada Comunista e executado imediatamente, por um pelotão de fuzilamento, aos 23 anos de idade.


Hauptmann Joachim Kirschner havia voado aproximadamente 600 missões de combate, ao longo das quais obteve 188 vitórias confirmadas, sendo 21 na Frente Ocidental (ao menos 2 quadrimotores).




Bf 109G-2 - Lt. Joachim Kirschner, Staffelkapitän 5./JG 3 - Morosovskaya/URSS - dezembro, 1942

Ficha do Piloto
Unidades:
- Jagdgeschwader 3 - Staffelkapitän 5./JG 3
- Jagdgeschwader 27 - Kommandeur IV./JG 27 (19.10.43 - 17.12.43)
Aeronaves:
  - Messerschmitt Bf 109
Campanhas:
  - Frente Oriental
- Mediterrâneo
- Defesa do Reich
Promoções:
 
Condecorações:
- 03.12.1942 - Cruz Germânica em ouro
- 23.12.1942 - Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro
- 02.08.1943 - Folhas de Carvalho da Cruz de Cavaleiro ..........................(267º)


Principais Ases
Principais Aviões