Hans-Joachim Jabs
(1917 - 2003)

Oberstleutnant
ZG76 e NJG1
510 missões de combate, 50 vitórias (12 na Inglaterra, 31 à noite)
Prisioneiro de Guerra

Hans-Joachim "Achim" Jabs foi um raro caso de piloto que se tornou ás em duas modalidades absoluta-mente distintas de combate aéreo: no início da guerra ele foi um dos raros pilotos a se tornar um Expert nos comandos de um caça pesado diurno Messerschmitt Me110 (Zerstörer) e sobreviver à Batalha da Inglaterra para, depois, se converter em um dos mais importantes nomes da força de caça noturna alemã na última guerra e um de seus principais líderes e entusiastas.

Hans-Joachim Jabs nasceu no dia 14 de novembro de 1917 na cidade de Lübeck, Alemanha. Ele iniciou sua carreira militar ao ingressar na Luftwa ffe como Fahnenjunker em dezembro de 1936. Após a conclusão de seu treinamento como piloto, ele serviu brevemente como piloto de bombar-deiro junto ao I/KG 253 (Gruppe I da Kampfgeschwader 253), onde per-maneceu entre 01.02 e 31.03.1938. Em julho ele passou por um treina-mento de conversão para caças, sendo designado para servir como Leutnant e Adjudant junto ao I.(schweren)/JG 144 em 01.11.1938. Essa unidade estava equipada com os então novos e modernos caças pesa-dos Messerschmitt Bf110 e depois seria redesignada II/ZG 76.

Ele estava com essa unidade quando a II Guerra Mundial começou em setembro de 1939. Voando unicamente missões diurnas e tendo como Bordfunker o fiel amigo e então Gefreiter (depois Oberleutnant) Erich Weißflog (futuro ganhador da Cruz de Cavaleiro), Jabs atingiu seu primei-ro momento de glória. Durante a Blitzkrieg que varreu a Holanda, Bélgica e França na primavera de 1940, ele alcançou nada menos que sete vitórias confirmadas - cinco caças franceses e dois Spitfires da RAF - (a primeira das quais em 12.05.1940), pelo que foi condecorado com as Cruzes de Ferro de 2ª e 1ª Classes.


Hauptmann Jabs em raro momento de descanso.

Mas seria durante os violentos combates contra a RAF sobre o Canal da Mancha e as ilhas britânicas, no que se tornaria conhecida como a Batalha da Inglaterra, que Hans-Joachim Jabs se revelaria um caçador extraordinário. Transferido para o 6./ZG 76 em maio, ele atuou como escolta de bombardeiros durante os raids que a Luftwaffe conduziu contra as bases da RAF e as cidades britânicas, onde sua habilidade como um piloto de caça pesado se tornou mais evidente diante do fato de que o Bf110 não era um avião capaz de fazer frente aos modernos e velozes caças monomotores britânicos. Contudo mesmo diante dessa situação ele derrubaria oito Spitfires e quatro Hurricanes, nas batalhas sobre o Canal da Mancha. Em reconhecimen to aos seus feitos extraordinários, o então Oberleutnant Hans-Joachim Jabs foi agraciado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro, pelo seu total de 19 vitórias.

Nomeado Staffelkapitän do 6./ZG 76 (6º Staffel da Zerstörergeschwader 76) em outubro de 1940, Jabs realizaria uma série de missões de ata-que ao solo durante a invasão da ilha de Creta (Operação Merkur) no final de maio de 1941, pelo que foi agraciado com o "Armelband Kreta". No restante daquele ano, Jabs liderou sua unidade em uma série de missões na costa da Noruega e Mar do Norte.


Neste meio tempo, a força de caças noturnos concebida e desenvolvida por Wolfgang Falck e Josef Kammhuber, necessitava de mais pilotos experientes para permitir a sua expansão a fim de fazer frente aos ata-ques cada vez mais freqüentes da RAF. Desse modo, em novembro de 1941, após um treinamento de transição de dois meses, o agora Haupt-mann Hans-Joachim Jabs foi oficialmente transferido para a Nachtjagd-waffe, onde tornou-se Staffelkapitän do 9./NJG 3 (9º Staffel da Nacht-jagdgeschwader 3).

A primeira vitória noturna de Jabs foi alcançada na noite de 25/26.06. 1942 e até o final daquele ano, ele já acumulava um total de quatro vitó rias à noite. Em 01.11.1942 ele foi nomeado Staffelkapitän do 11./NJG 1 unidade na qual se tornaria um grande amigo de figuras como Helmut Lent, Heinz Schnaufer, Günther Radusch e Martin Drewes, entre tantos outros. Em 04.02.1943, ele conseguiu o feito notável de abater um bom-bardeiro quadrimotor Boeing B-17 durante uma missão diurna! Pouco depois, na noite de 19/20. 02.1943, "Achim" abateu três bombardeiros ingleses (27ª a 29ª vitórias), pelo que foi condecorado com o Troféu de Honra da Luftwaffe em 23.03.1943.

Heinz-Wolfgang Schnaufer (esq.) e "Achim" Jabs (dir.).

Jabs inspeciona um dos Spitfires abatidos por ele em 29.04.1944.

Em 01.08.1943, após a nomeação de Werner Streib para assumir o comando de toda a NJG 1, Jabs foi apontado como sendo o novo Gruppekommandeur do IV/NJG 1 (Gruppe IV da NJG 1). Em "comemoração", na noite de 02 para 03.08.1943, ele abateu outros três bombardeiros britânicos em uma única missão (suas 39ª a 41ª vítimas). Pelo seus feitos, Jabs foi agraciado com a Cruz Germâ- nica em 31.08.1943.

Em 01.03.1944, após o próprio Streib ser nomeado Inspe ktor der Nachtjagdflieger (Inspetor dos caças Noturnos), Jabs foi nomeado Geschwaderkommodore da NJG 1.

Finalmente, em 24.03.1944, o Hauptmann Hans-Joachim Jabs foi convocado para comparecer ao quartel-general

de Adolf Hitler para se tornar o 430º soldado da Wehrmacht a ser agraciado com as Folhas de Carvalho da Cruz de Cavaleiro, após 45 vitórias confirmadas.

Um de seus mais importantes feitos ocorreu pouco de-pois, em 29 de abril de 1944. Neste dia, o agora Major Jabs decolou de St. Trond em direção à Deelen (Holan-da); quando estava se preparando para aterrissar naquela localidade ele avistou oito caças monomotores sobre o aeródromo, mas tomou-os por alemães. Contudo, quan-do os seis caças viraram-se para Jabs e seu Rottenflie-ger, eles finalmente os identificaram como Spitfires! Foi então que Jabs compreendeu que sua única chance era atacar: enquanto os Spitfires estavam se aproximando de frente e em ângulo oblíquo ele abriu fogo com todos os canhões de seu Bf110, atingindo dois dos atacantes que foram forçados a pousar. O restante dos caças se voltou contra Jabs que, atingido, também fez uma aterrissagem forçada.

Jabs (esq.) em conversa com o piloto inglês John Coulton (dir.) cujo Spitfire foi abatido em 29.04.1944.

Ele escapou ileso e ainda pode manter uma conversa cordial com um dos pilotos abatidos, o Pilot Officer John Coulton. Muito tempo mais tar-de, em 1970, graças a um bilhete escrito por Jabs quando de sua captu ra, o piloto inglês pôde reencontrar seu antigo adversário, mantendo com ele uma longa amizade.

Na noite de 21 de fevereiro de 1945 Jabs obteria suas duas últimas vitó- rias ao derrubar um par de bombardeiros Lancaster da RAF. Quando da capitulação da Alemanha, em maio de 1945, o Oberstleutnant Jabs foi capturado pelos ingleses, de quem permaneceu como prisioneiro de guerra durante um ano. Após sua libertação ele criou com sua família uma empresa de venda de equipamentos agrícolas pesados, a qual diri-giu com grande sucesso pelas décadas seguintes.

Tendo voado 510 missões de combate ao longo da II Guerra Mundial, o Oberstleutnant Jabs alcançou a marca de 50 vitórias confirmadas, das quais 19 como Zerstörer e 31 como caça noturno (28 à noite e um qua-drimotor e dois Spitfires em missões diurnas).

Tendo vivido na Alemanha por toda sua vida, o grande ás Hans-Joachim Jabs faleceu em 26 de outubro de 2003, aos 85 anos de idade. Quando de seu funeral, cinco dias depois, uma Guarda de Honra da Bundes-luftwaffe rendeu ao velho piloto as últimas homenagens, após um discurso do presidente da Associação de Pilotos de Caças da Luftwaffe, Toni Weiler.


Bf 110C - Lt. Hans-Joachim Jabs, 6./ ZG 76 - Cherbourg-West/França - Agosto, 1940



Bf 110C - Oblt. Hans-Joachim Jabs, 6./ ZG 76 - German Bight, 1941




Bf 110G-4 - ObLt. Hans-Joachim Jabs, Kommodore NJG 1 - Abril, 1945


Ficha do Piloto
Unidades:
- Zerstörergeschwader 76  
- Nachtjagdgeschwader 1 - Kommandeur IV./NJG 1 (1.8.43 - 1.3.44)
- Kommodore (3.44 - 5.45)
Aeronaves:
  - Messerschmitt Bf 110
Campanhas:
  - Blitzkrieg
- Batalha da Inglaterra
- Defesa do Reich
Promoções:
 
Condecorações:
- 15.05.1940 - Cruz de Ferro de 2ª classe
- 28.05.1940 - Cruz de Ferro de 1ª classe
- 01.10.1940 - Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro...................................(128º)
- 23.03.1943 - Troféu de Honra
- 31.08.1943 - Cruz Germânica em Ouro...............................................(2/240)
- 24.03.1944 - Folhas de Carvalho da Cruz de Cavaleiro ..........................(430º)

Maj. Hans-Joachim Jabs inspeciona o Spitfire do Flying Officer John Coulton, um dos dois Spitfires abatidos por ele em 29.04.1944


Esta página contou com a colaboração do Sr. Ricardo Rubio do Chile


Principais Ases
Principais Aviões