Joachim Helbig
(1915 - 1985)

Oberst
KG152, I(K)/LG 1 e KG200
Prisioneiro de guerra

Hans-Joachim Helbig foi, ao lado de nomes como Dietrich Peltz, Werner Baumbach e Alfred Druschel um dos maiores ases de bombardeiros da Luftwaffe durante a II Guerra Mundial. Nascido em 10 de setembro de 1915 na localidade de Börln, Saxônia (Alemanha), ele ingressaria no 4º Regimento de Artilharia do exército alemão logo após concluir seus estudos de ensino médio, em março de 1935.

No outono de 1936, após concluir seu treinamento na Heereskriegsschule (Escola de Guerra do Exército), Helbig seria transferido para a Luftwaffe, onde seria treinado na Kampffliegerschule de Lechfeld como piloto de observação. Como piloto de observação, ele seria finalmente designado para o III/KG 152 (Gruppe III da Kampfgeschwader 152) sediado em Stettin em 1937.

Após participar da campanha da Polônia - durante a qual seria condeco-rado com a Cruz de Ferro de 2ª Classe, em 16.09.1939 -, e de algumas missões contra a frota britânica no Mar do Norte, Helbig passaria final-mente a piloto de aeronave durante a invasão da Noruega, onde atuou ativamente em apoio às tropas alemãs durante a batalha de Narvik (sen do em decorrência agraciado com o Narvikschild).

Sua experiência em combate levou Helbig a ser indicado para atuar co-mo instrutor em uma unidade de treinamento operacional. Desse modo, durante a Campanha da Blitzkrieg, ele voaria o Junkers Ju88 como Sta-ffelkapitän do 4.(K)/LG 1 (4. Staffel - Kampfgeschwader - do Lehrgesch wader 1). Em plena campanha contra a França, em 10.06.1940 Helbig seria condecorado com a Cruz de Ferro de 1ª Classe e, pouco depois, promovido a Hauptmann.

Durante a Batalha da Inglaterra o ritmo de missões aumentou considera-velmente. No "Adlertag" (Dia da Águia), em 13 de agosto de 1940, Helbig comandaria seu esquadrão em um ataque maciço contra a base aerona-val de Worthy Down. Enfrentando os ferozes caças da RAF, o seu seria o único avião de todo o Staffel a retornar à base, ainda que pesadamente danificado. As baixas também cresciam assustadoramente.

Como solução para minimizar as baixas, a Luftwaffe passou a empregar a tática de ataques noturnos. À Helbig e seu Staffel coube a tarefa de conduzir missões de bombardeio contra Londres, focando seus ataques principalmente contra alvos industriais. Agraciado com o Ehrenpokal em 06.10.1940, em 24 de novembro do mesmo ano, após 75 missões de combate, Joachim Helbig seria condecorado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro.

No início de 1941 Helbig e sua unidade foram transferidos para o teatro de operações no Mediterrâneo. Atuando em suporte às tropas do Afrika Korps de Rommel e conduzindo ataques contra a base inglesa em Malta, Helbig alcançaria um sucesso invejável. Em um único ataque contra um comboio aliado ancorado no porto dos Pireus, Helbig e seus aviões afundaram o equivalente a 10.000 toneladas brutas e inutilizaram o porto grego, após explodir um cargueiro carregado de munições. Em novembro de 1941 ele seria nomeado Gruppekommandeur do I (K)/LG 1 e, em 16 de janeiro de 1942, após completar 210 missões de combate, Joachim Helbig tornou-se o 64º soldado da Wehrmacht a ser condecorado com as Folhas de Carvalho da Cruz de Cavaleiro.

Mas os combates prosseguiriam. Em 11 de maio de 1942 durante um ataque a um comboio da Marinha Real britânica, Helbig afundaria o destróier "Kipling", feito que lhe valeu a menção no Wehrmachtberichte - o Comunicado Oficial da Wehrmacht. Ele continuaria as operações contra os comboios que abasteciam Malta, acumulando um total de 182.000 toneladas brutas de navios afundados. Como reconhecimento aos seus feitos, Hitler o tornaria o 20º soldado alemão a ser condecorado com as Espadas da Cruz de Cavaleiro, em 28 de setembro de 1942.

Promovido a Major, Helbig ainda conduziria ataques contra as tropas aliadas que desembarcaram na costa da Argélia, ao longo das quais afundaria outras 10.000 toneladas brutas, incluindo outro navio de transporte de munição. Em janeiro de 1943 ele seria nomeado Inspizient zum General der Kampfflieger (Inspetor do General de Bombardeiros) e seria promovido a Oberstleutnant em março.

Mas Helbig retornaria ao front em agosto de 1943 como Kommodore da Lehrgeschwader 1, então operando na Itália. Pilotando o Junkers Ju88 L19AM, ele efetuaria várias missões de ataque contra as tropas america-

nas, a despeito da flagrante inferioridade numérica. Em 13 de maio de 1944 Helbig conduziria um ousado ataque contra a base aérea aliada situada na Córsega, o que lhe valeu sua segunda menção no Wehrmachtberichte, em 28.05.1944. Durante os combates contra as forças aliadas que haviam desembarcado na França, ele seria promovido a Oberst, mas seria ferido em setembro de 1944.

No final da guerra caberia a Helbig comandar não apenas a Lehrgeschwader 1 mas também a lendária e ultra-secreta KG200 que conduzia missões clandestinas, utilizando inclusive aviões aliados capturados. Quando a guerra chegou ao fim, em 08 de maio de 1945, Helbig encontrava-se na Checoslováquia, mas conseguiu entregar-se aos aliados ocidentais, de modo a ser mantido em cativeiro americano. Entregue aos britânicos, Helbig conseguiria escapar de seu cativeiro em 09.06.1945, fugindo para a Espanha.

Helbig não voltaria a vestir o uniforme da Força Aérea outra vez. Tendo desenvolvido uma bem sucedida carreira na iniciativa privada no pós-guerra, Joachim Helbig veio a falecer em um acidente de automóvel em 05 de outubro de 1985, aos 70 anos de idade, durante uma viagem de férias para a Espanha.

Ficha do Piloto
Unidades:
- Kampfgeschwader 152  
  - (Kampf)/Lehrgeschwader 1 - Staffelkapitän 4.(K)/LG 1
- Kommandeur I.(K)/LG 1 (11.41 - ??)
- Kommodore (8.43 - ??)
- Kampfgeschwader 200 - Kommodore (??)
Aeronaves:
Junkers Ju 88
Campanhas:
Blitzkrieg
Batalha da Inglaterra
Mediterrâneo
Defesa do Reich.
Promoções:
 
Condecorações:
- 16.09.1939 - Cruz de Ferro de 2ª classe
- 10.06.1940 - Cruz de Ferro de 1ª classe
- 06.10.1940 - Troféu de Honra
- 24.11.1940 - Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro..................................(165º)
- 16.01.1942 - Folhas de Carvalho da Cruz de Cavaleiro ...........................(64º)
- 28.09.1942 - Espadas da Cruz de Cavaleiro ..........................................(20º)


Principais Ases
Principais Aviões