Messerschmitt Me 323
"Gigant"

Messerschmitt Me410

Concebido em 1941 pela empresa de Willy Messerschmitt, o Me-323 "Gigant" era uma aeronave incomum e revolucionária em vários aspectos, como vários outros projetos do mesmo engenheiro. Em primeiro lugar, esse avião desenvolveu-se a partir de um planador, o igualmente descomunal Me-321 e estava entre as maio-res aeronaves a voar na II Guerra Mundial. Em segundo, ele possuía a característica de ser carregado através de duas portas de mais de três metros de altura situadas na frente da fuselagem, algo até então inédito. Em

terceiro, embora fosse propulsionado por motores de origem francesa, ele poderia utilizar a chamada Deco-lagem Assistida por Foguetes (Jet Assisted Take Off - JATO).

O "Gigant" foi projetado com uma gigantesca asa, do tada de semi-cantilever e montada no alto da fusela-gem, para permitir a desejada sustentação de cargas pesadas. Como a tecnologia de então não era sufici-entemente avançada para esse tipo de configuração, as asas tiveram de utilizar suportes que iam da sua metade inferior até a fuselagem.


Para reduzir o peso e economizar em ligas de alumí- nio (vitais para outros aviões mais prioritários), a maior parte da asa era feita de madeira prensada e tecido, enquanto a fuselagem era composta de partes de me-tal, madeira e tecido e o piso do compartimento de carga era reforçado para suportar o peso da carga.

A viabilização desta versão motorizada do planador Me 321 foi possível com o uso de seis motores Gno me-Rhone. Esses motores, de origem francesa, foram escolhidos porque seu projeto já estava completamen te desenvolvido e poderiam ser construídos na França ocupada pelo III Reich, sem interferir na produção ale-mã.

O curioso trem de pouso era composto de dez rodas largas semi-retráteis, desenhadas para se flexionarem como em um trator com lagartas, para permitir a ater-rissagem em terreno acidentado e para distribuir o pe-so sobre uma grande área.


Em sua aparência geral, o Me-323 possuía uma notá- vel semelhança com os aviões de transporte pesado dos nossos dias e foi, na verdade, o precursor dessa categoria de aeronave. O seu compartimento de carga tinha 11,16m de comprimento por 3,1m de largura e media 3,41m de altura.

Em seu interior o "Gigant" podia transportar dois cami nhões de quatro toneladas, ou 8.700 filões de pão, ou um canhão anti-aéreo de 88mm, além de seu próprio equipamento, munição e tripulação. Outras possibilida des de carga eram 52 tambores de combustível de 45 galões (252 litros), 130 homens ou 60 macas. Era, com certeza, ao seu tempo, um avião notável.

 

Detalhes técnicos

O Me-323 tinha uma tripulação de cinco homens, compreendendo dois pilotos, dois engenheiros de vôo e um rádio operador. Dois artilheiros adicionais também podiam ser levados à bordo, para operar as armas de fogo defensivo. A cabina dos pilotos ficava à frente da fuselagem, diretamente sobre o compartimento de carga e era blindada.

O avião era propulsionado por seis motores radiais Gno me-Rhone 14N 48/49 de quatorze cilindros, cada um desenvolvendo 990 H.P. Quatro foguetes podiam ser montados sob cada asa, no lado externo da carena-gem do último motor, para ajudar na decolagem. Os motores da asa direita giravam em sentido oposto aos da asa esquerda para evitar um torque excessivo que pudesse ser criado por seis motores girando na mes-ma direção


Mesmo assim, sua velocidade máxima era de apenas 312 km/h (195 mph) ao nível do mar, o que caía signifi cativamente em altitudes mais elevadas. Sua autono-mia era muito boa, lembrando-se que o "Gigant" foi u-sado para permitir o rápido transporte das tropas ale-mãs para o Norte da África, voando a partir da Itália.

Ao todo foram construído 198 Messerschmitt Me-323, mas nenhum sobreviveu ao conflito, uma vez que e-ram extremamente vulneráveis aos caças inimigos, de modo que somente poderiam ser operados com segu-ran ça em regiões onde a Luftwaffe ainda possuísse superioridade aérea, algo que não mais existia nos úl-timos dois anos de guerra.


Um trágico exemplo ocorreu em maio de 1943, durante a retirada do Afrika Korps da Tunísia, quando os caças aliados abateram toda uma formação de onze "Gigant", que voavam para a Sicília.

Histórico
Séries:
B,D,E,F
Categoria(s):
Transporte pesado
Tripulantes:
7
Primeiro Vôo:
Outono de 1941
Primeira entrega:
Maio de 1942
Última entrega:
Março de 1944
Obs:
Versão motorizada do Me 321
Ficha Técnica - Me 323D-1
Motor:
6 x Gnôme-Rhône 14N 48/49, radial 14 cilindros
Potência:
990 hp
Dimensões:
Envergadura:...................................... 55,90 m
Comprimento:..................................... 28,62 m
Altura:................................................. 11,18 m
Pesos:
Vazio:.................................................. 27.300 kg
Máximo:............................................. 43.000 kg
Desempenho:
Vel. cruzeiro:......................................  
Vel. máxima:...................................... 285 km/h
312 km/h (ao nível do mar)
Vel. ascensão:....................................  
Autonomia:......................................... 1100 km
Teto serviço:...................................... 7100 m
Armamento(s):
2 x metralhadoras MG17 de 7,92mm na parte superior da fuselagem;
2 x MG17 na porção inferior da fuselagem;
4 x MG17 em posições dorsais dianteiras
2 x MG17 em posições dorsais na traseira.
Além disso, podiam ser equipados com seis MG17 distribuídas ao longo de posições laterais.

Principais Aviões
Condecorações