DFS 230

O DFS 230 foi o planador-padrão de assalto da Luftwaffe, e levava habitualmente dois tripulantes e oito soldados completamente equipados. Os DFS 230 participaram de muitas ações, como a primeira operação do mundo com tropas aerotransportadas e planador, em maio de 1940, capturando o forte belga de Eben Emael, a invasão de Creta em 1941, e o audaz resgate do Duce (Benito Mussolini), da sua prisão no Albergue de Campo Imperatore, no sopê da cordilheira do Gran Sasso, em 1943. Geralmente, os DFS 230 eram rebocados em vôo por aviões de transporte Junkers Ju 52/3m, utilizando um trem de pouso descartável para a decolagem a reboque e um patim para aterrissar.


Histórico
Séries:
A,B,C,D,E,F
Categoria(s):
Planador de transporte de tropas e carga
Tripulantes:
2 (+8 passageiros)
Primeiro Vôo:
Inicio de 1937
Primeira entrega:
1938 (A-0)
Última entrega:
Antes de 1941
Ficha Técnica - DFS 230A-1
Motor:
 
Potência:
 
Dimensões:
Envergadura:...................................... 21,98 m
Comprimento:..................................... 11,24 m
Altura:................................................. 02,74 m
Pesos:
Vazio:..................................................  
Máximo:.............................................  
Desempenho:
Vel. cruzeiro:......................................  
Vel. máxima:...................................... 210 - 300 km/h
Vel. ascensão:....................................  
Autonomia:.........................................  
Teto serviço:......................................  
Armamento(s):
 
 

Principais Aviões
Condecorações