Messerschmitt Bf 108
"Taifun"

Bf 108B-1 (W.Nr.2246) D-EBEI, Deutsche Lufthansa Berlin Stiftung.

O Bf 108 foi um avião utilitário criado por uma empresa fundada em 1926 chamada Bayerische Flugzeug-werke, localizada em Augsburg, e que tinha como seu Diretor Técnico um jovem engenheiro chamado Willy Messerschmitt. Na realidade esta empresa era uma junção de duas outras empresas já existentes, a Udet Flugzeugbau GmbH, de Munique (propriedade do ás da I Guerra Mundial, Ernst Udet), e a Bayerische Rumpler Werke, localizada ao sul de Augsburg.

A dificuldades financeiras da empresa começaram com um contrato com a Deutsche Lufthansa para a aquisição de dez unidades do avi- ão de transporte M.20. O diretor da Lufthansa, Erhard Milch (futuro Generalfeldmarschall da Luftwaffe) não gostava de Messerschmitt e de sua companhia, e terminou cancelando contrato de compra após o acidente do protótipo em 26.02.1928, e forçou a Bayerische Flug-zeugwerke a devolver o adiantamento feito pela Lufthansa. Enfureci-do pelo cancelamento e ameaçado de falir, Messerschmitt continuou seu projeto de construir o segundo protótipo, que voou com sucesso em 03.08.1928. Com o passar do tempo e com a ajuda do Ministério do Ar, Willy Messerschmitt conseguiu impor à Lufthansa a aquisição de 14 aeronaves (além do próprio protótipo) em abril de 1933. Essa decisão colocou Milch, já nessa época Staatssekretär der Luftfahrt (Secretário de Estado da Aeronáutica), em uma posição delicada e em rota de colisão com Messerschmitt. Milch jurou ao engenheiro que ele nunca mais conseguiria qualquer contrato do governo mas, tão somente a licença de produção de aero naves projetadas por ou-tras empresas.

Em 01.05.1933 a companhia sofreu uma nova alteração societária, passando a chamar-se Messerschmitt Flug zeugbau GmbH, estabelecendo-se em Bamberg, com o próprio Messerschmitt como Diretor Executivo e Dire-tor Técnico. Posteriormente a empresa retornaria ao seu antigo nome (Bayerische Flugzeugwerke) mantendo-o até meados de 1938. Entretanto, como a companhia não conseguia contratos dentro da Alemanha (graças à Milch), ela começou a busca por mercados no exterior.

Um pedido do governo romeno levou ao desenvolvimen-to do transporte M.36, bem como uma licença futura para construí-los além de um contrato para desenvolvi-mento e produção de um avião de treinamento de dois lugares para a Força Aérea romena. Milch aproveitou a oportunidade para criticar abertamente Messerschmitt, por favorecer um país estrangeiro, em vez da Alemanha em seus projetos. Messerschmitt rebateu publicamen-te, afirmando que a única razão para isso era que havia um boicote à sua empresa. Como resultado, a Bayer-ische Flugzeugwerke recebeu um contrato para cons-truir seis aeronaves para competir na 4ª Corrida Aérea de Turismo internacional, em 1934.

O M.37 foi desenvolvido do anterior M.35, que tinha um perfil acrobático. O M.37 - que seria rebatizado de Bf 108 pelo ReichsLuftfahrtMinisterium (Ministério Aeronáutico do Reich ou RLM) - era um avião monoposto mo-noplano, com asas baixas em cantilever, com construção metálica que possuía uma cabina de dois assentos atrás do piloto e trem de pouso retrátil. Ele voou pela primeira vez em junho de 1934, e foi um considerável a-vanço em relação aos seu concorrentes da época. Seis aeronaves foram construídas empregando um motor Hirth HM8U de 225 H.P., equipados com uma hélice de três pás. Um sétimo aparelho, já chamado de Bf 108A empregava um motor Argus As 17B de 220 H.P.

Enquanto treinavam para a competição, um dos Bf 108 A se acidentou e a pressão sobre a equipe aumentou muito a ponto de quase abandonarem a competição. No entanto, quatro outros aparelhos completaram o per curso, mas sem grande sucesso, já que os critérios de classificação favoreceram as aeronaves mais leves dos adversários, feitas ainda com madeira. A despeito des-te resultado, o Bf 108 não passou despercebido.

A alta performance do avião lhe garantiu alguns recordes de vôo e contratos comerciais. Uma aviadora alemã chamada Elly Beinhorn fez um vôo de retorno entre Berlim e Istambul (Turquia) em apenas um dia, em 1935, usando um Bf 108A que ela chamou de Taifun (Tufão), um nome que seria adotado oficialmente pela fábrica.

Bf 108B-1Em 1935 surgiu o Bf 108B, equipado com um motor Argus As 10C de 240 H.P., além de incorporar mudan ças na cauda e no leme, removendo-se a bequilha da cauda, que foi substituída por um trilho. O avião compe tiria nos rallies aéreos durante as Olimpíadas de 1936 e, no ano seguinte, Elly Beinhorn estava nas manche-tes novamente quando ela fez um vôo de ida e volta en-tre Berlim e Capetown. O Bf 108 passou a competir em várias corridas aéreas durante o final dos anos 30, in-cluindo o encontro Aéreo Internacional de Hoggar, em 1938, o Konigin-Astrid-Rennen na Bélgica, em julho do mesmo ano e a Prova de Dinard em agosto seguinte.

As óbvias qualidades do Bf 108 não ficaram desapercebidas pela Luftwaffe, e o modelo foi adotado e evoluiu pa ra se tornar um avião de ligação e comunicação de quatro lugares. Outros foram exportados para vários conti-nentes, enquanto duas aeronaves que se encontravam a serviço de embaixadas no Exterior foram encampa-das pela RAF e utilizadas pelos britânicos até pouco depois do fim da guerra.

A produção inicial foi feita em Augsburg até julho de 1938 quando foi transferida para Regensburg. Até 1942 cerca de 500 aviões Bf 108 haviam sido produzidos quando outra mudança no local da produção foi feita, desta vez para a SNCAN, situada na cidade de Les Mureaux, próximo a Paris.

Embora outras alterações no design fosse sendo pro-postas ao longo da guerra, o modelo permaneceu vir-tualmente o mesmo, com exceção do protótipo Me 208, que possuía como principal alteração o trem de pouso em forma de triciclo, também retrátil.

Um dos únicos protótipos foi destruído durante um ataque aéreo, mas o sobrevivente chegou ao fim da guerra, para ser desenvolvido pelos franceses após o conflito, sen-do chamado Nord 1101 Noralpha.

O Bf 108 também recebeu um novo sopro de vida após a guerra, quando foi produzido em Les Mureaux com o nome de Nord 1000 Pingouin (Pingüim). Este avião empregava um motor Renault 6Q-11 de 233 H.P., enquanto a variante chamada Nord 1002 usava um Renault 6Q-10.

Mas o usuário mais incomum seria o governo dos Esta dos Unidos da América. Na primavera de 1939 desti-nou-se uma verba para que o adido militar americano na embaixada de Berlim adquirisse um avião que pu-desse ser utilizado para ligação e transporte do corpo diplomático. O escolhido foi um Messerschmitt Bf 108 B Taifun (contrato W-535-AC), que custou US$ 14,378.00. Uma vez entregue, em março de 1939, o aparelho recebeu a designação de XC-44 e o número de série 39-718. Este avião acumularia 76 horas de vôo nos seis meses seguintes. Em 15 de novembro de 1940, o governo alemão incorporou o avião à Luftwaffe, após o adido militar americano deixar a Alemanha.

Ao final da guerra, em 1945, a produção total na Alemanha e França totalizava 885 aviões, sendo que cerca de 285 foram fabricados nos anos seguintes pelos franceses. Alguns poucos Bf108 originais e outros Nord france-ses ainda estão em condições de vôo hoje em dia.

Histórico
Séries:
A,B,C
Categoria(s):
Utilitário
Avião de Comunicação e de Ligação.
Tripulantes:
 
Primeiro Vôo:
junho de 1934
Primeira entrega:
 
Última entrega:
 
Obs:
Produzido em larga escala, depois da guerra continuou a ser fabricado na França (Nord 1000 "Pingouin")
Ficha Técnica - Bf 108A
Motor:
Argus As 10C, V8 invertido
Potência:
240 hp
Dimensões:
Envergadura:......................................10,60 m
Comprimento:.....................................08,30 m
Altura:.................................................02,30 m
Pesos:
Vazio:..................................................880 kg
Máximo:.............................................1.350 kg
Desempenho:
Vel. cruzeiro:......................................260 km/h a 2440 m
Vel. máxima:......................................300 km/h a 1525m
Vel. ascensão:.................................... 
Autonomia:.........................................1000 km com tanque interno adicional
Teto serviço:......................................6.000 m
Armamento(s):
Nenhum
 
Bf 108B/Trop

Principais Aviões
Condecorações