Arado Ar 68

Com as restrições do Tratado de Versalhes após a I Guerra Mundial, a Alemanha foi proibida de possuir uma força aérea, os alemães não produziram nenhum avião de combate nos anos 20 e no início dos anos 30, apesar disso equipes de projetistas desenvolveram importantes protótipos na Espanha, Suécia e Suiça.

Quando Hitler chegou ao poder em 1933 pode contar com um núcleo de talento e força industrial. A Arado e a Heinkel foram encarregadas de construir urgentemente a primeira linha de caças para a nova Luftwaffe.

A resposta da Arado foi o Ar 68, o último biplano utilizado pela Luftwaffe, que alcançou em seu desenvolvimen-to um perfil aerodinâmico e desempenho padrões para a época. Tinha uma fuselagem de seção ovalada, cons-truída em tubos de aço e revestida com chapas metálicas na parte posterior e na proa. As asas eram de uma só seção, construídas em madeira trançada e revestida com tela.

O primeiro protótipo (Ar 68a) era impulsionado pelo confiável motor BMW VId de 12 cilindros em V, com potência de 550 hp que gerava um desempenho apenas regular. Assim como todos os aviões da Arado desse período, possuia a cauda e o leme extremamente na traseira e seu trem de pouso era característico pela carenagem e fixação única.

Afim de melhorar a falta de potência do motor, foi instalado no segundo protótipo (Ar 68b) um Junkers Jumo 210 de 12 cilindros em V invertido que gerava uma potência de 610 hp, além disso melhorava a visibilidade externa e proporcionava maior potência em grandes altitudes, este foi selecionado para equipar os primeiros Ar 68's de produção que entraria em serviço com a recém formada Luftwaffe em 1935.

O próximo protótipo (Ar 68c) foi o primeiro a ser equipado com duas metralhadoras MG17 de 7.92 mm. O quar to e quinto protótipos, denominados Ar 68d e Ar 68e receberam motores BMW VI e Jumo 210, transformando-se nos primeiros exemplares de produção.

Em 1937 foram enviados a Espanha três Ar 68E para servirem como caças noturnos, e posteriormente em missões de ataque ao solo. O Ar 68E era equipado com motor Junkers 210 e podia levar até seis bombas de 10 kgs localizadas sob a fuselagem.

O Ar 68F era equipado com um motor Jumo 210Da de 750 HP, mas a principal produção foi concentrada no ainda mais potente Ar 68G. No entanto, apesar de possuir bons motores, o Ar 68 nunca se destacou. Era inferior em performance ao seu grande rival, o Heinkel He 51 e, no inicio da II Guerra Mundial foram utilizados para o treinamento de pilotos.

Alguns Ar 68E serviram como caças noturnos com o 11./JG 2 e 5./JG 52 ao longo da fronteira com a França, enquanto o 10.(N)/JG 53 contava com o Ar 68F em Heilbronn. Um exemplar do Ar 68H, com um motor BMW 132Dc radial que aumentou a velocidade em 65 km/h, cockpit fechado, e duas metralhadoras adicionais na asa superior chegou a ser testado e seria usado a bordo do porta-aviões Graf-Zeppelin.

Histórico
Séries:
A, E, F, G, H
Categoria(s):
Caça monoposto biplano, caça noturno, ataque ao solo e treinamento.
Primeiro Vôo:
Novembro de 1933
Primeira entrega:
1934
Última entrega:
1938
Ficha Técnica - Ar 68E-1
Motor:
Jumo 210
Potência:
610 hp
Dimensões:
Envergadura:......................................11,00 m
Comprimento:..................................... 09,50 m
Altura:.................................................03,30 m
Pesos:
Vazio:.................................................1.840 kg
Máximo:.............................................2.475 kg
Desempenho:
Vel. cruzeiro:......................................--
Vel. máxima:......................................305 km/h (ao nivel do mar)
Vel. ascensão:....................................--
Autonomia:.........................................415 km
Teto serviço:......................................8.100 m
Armamento(s):
2 metralhadoras MG17 de 7.92 mm montada sobre o capo do motor
Ficha Técnica - Ar 68F
Motor:
Jumo 210 Da
Potência:
750 hp
Dimensões:
Envergadura:......................................11,00 m
Comprimento:..................................... 09,50 m
Altura:.................................................03,30 m
Pesos:
Vazio:.................................................1.500 kg
Máximo:.............................................2.000 kg
Desempenho:
Vel. cruzeiro:......................................--
Vel. máxima:......................................330 km/h
Vel. ascensão:....................................--
Autonomia:.........................................500 km
Teto serviço:......................................8.100 m
Armamento(s):
2 metralhadoras MG17 de 7.92 mm montada sobre o capo do motor

Principais Aviões
Condecorações